24/06/2017     |     17:13
Login nâo efetuado, clique aqui para logar.
 
 
 
 
     Como é o Tratamento de Água em Capinzal e Ouro

     

           CAPTAÇÃO DE ÁGUA BRUTA

           Toda a água bruta que é tratada pelo SIMAE, tem como manancial o Rio do Peixe. A captação esta localizada na Rua José Zortéa, margem esquerda do Rio. O Bombeamento é realizado por meio de dois conjuntos Moto-Bombas, até a Estação de Tratamento, através de duas adutoras de ferro fundido.

1.

           ADUÇÃO

           Entende-se por adução o conjunto de tubulações, peças e obras destinadas a levar a água bruta do ponto de captação até o a estação de tratamento ou reservatório de tratamento em caso de águas subterâneas que não necessitam do tratamento convencional. Também são consideradas adutoras redes instaladas que levam água tratada de um ponto a outro para depois ser distribuída. A adução tanto de água tratada quanto de água bruta e podem ser realizadas por gravidade, por recalque por meio de conjuntos  moto bombas ou de forma mista. No caso do sistema de Capinzal e Ouro é através de sistema de recalque, equipado com dois conjuntos moto bomba, instalados junto a captação,com duas adutoras, de 200 e 300 mm respectivamente, com aproximadamente 800 metros entre a captação e a Estação de tratamento.

            ESTAÇÃO DE TRATAMENTO

            A estação de tratamento de água do SIMAE, localizada na Rua Domingos Omizollo, Capinzal, é do tipo convencional com floculadores, decantadores e filtros,  foi construída no período de 1972 a 1974, juntamente com um  reservatório de acumulação com capacidade para 400m³ de água. O projeto inicial da Estação de Tratamento de Água(ETA), era para uma produção (tratamento) de 25 l/s de água. No entanto começou com um volume bem menor devido a baixa demanda.
           Atualmente a capacidade de tratamento da Estação de Tratamento de Água é de 90 l/s, sendo que estamos operando com aproximadamente 75 l/s. Trabalhando em média 15 h/dia. Junto a ETA - Estação de Tratamento de Água, estão construídos dois laboratórios, um Físico Químico e outro Bacteriológico.  O sistema de tratamento  de água na ETA é realizado da seguinte forma:
           A estação é alimentada com água bruta proveniente  rio do Peixe, que é recalcada até a ETA por dois conjuntos moto bombas instalados na captação a margem do rio. Logo que chega  na ETA recebe o coagulante sulfato de alumínio e segue para os floculadores onde se formarão os flocos (de matéria suspensa na água ).
           Passa então para os decantadores, onde serão retidos os flocos que pela ação da gravidade à sua deposição ocorre no fundo dos decantadores. A coleta da água que vai para os filtros ocorre na parte superficial dos decantadores pelas calhas coletoras. As partículas flutuantes e parte da contaminação microbiológica que não decantaram são retidas nos filtros, constituídos de diversas camadas de pedra e de areia, material especifico para composição de leitos filtrantes, cada uma com altura específica e com seu elemento formado de um tamanho específico, sendo que a camada superficial é de carvão antracito que tem por objetivo aumentar a taxa de filtração.
           Na próxima fase a água recebe Cloro, através de uma porção pequena de água saturada de cloro preparada de acordo com a vazão de água, usa-se cilindros de cloro gás em duas linhas alternadas ou simultâneas, para alimentar esse processo de forma contínua.
           Praticamente ao mesmo tempo, a água recebe uma solução de água saturada de fluossílicato de sódio, preparada de forma padronizada e adicionada à massa de água de acordo com a vazão, para que ocorra a devida fluoretação.
           A partir desse momento, a água pronta para o consumo é armazenada temporariamente em reservatórios, localizados na sede do SIMAE, sendo distribuída para as  áreas de abastecimento em cotas inferiores as dos reservatórios, o restante e recalcado para outros pontos das cidades.

2

3

 

           RESERVAÇÃO

           A capacidade de reservação do SIMAE é de 5.660.000 litros de água, sendo que desse volume 3.000.000 litros estão armazenados nos reservatórios construídos juntos a ETA central e restante esta distribuídos em reservatórios de diversos pontos das cidades de Capinzal  e Ouro.
               

           SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO

           Devido às condições geográficas dos municípios, parte da água é distribuída por gravidade, através dos reservatórios centrais, enquanto que as partes mais altas recebem água através de estações elevatórias que recalcam água para seus respectivos reservatórios, localizados nos pontos mais elevados dos bairros e/ou loteamentos. E a partir destes, é distribuída por gravidade à população. Sendo que existentes 10 sistema de recalque dentro da área urbana dos municípios.
           Toda a distribuição de água é monitorada, on-line no escritório do SIMAE, por sistema informatizado, recebendo informações através de um sistema de telemetria, via ondas de rádio, o qual recebe sinal de 26 Estações e 44 pontos de monitoramento de vazão, onde se encontram instalados,  nas redes distribuidoras, macro medidores eletromagnéticos de vazão. São monitoradas, além das vazões das redes, as condições operacionais das Estações de Recalque de Água, tais como n° de horas de funcionamento, volume recalcado, corrente e tensão dos motores, níveis dos reservatórios e sensores de presença. Com este sistema de monitoramento, o SIMAE,  tem um controle mais rigoroso de suas perdas, sendo que após a sua implantação diminuiu consideravelmente o percentual de perda na distribuição.
           Na figura abaixo podemos ver o fluxograma, do sistema de distribuição de água do SIMAE, no perímetro urbano dos municípios.